top of page
  • Foto do escritorEquipe Great People

Mulheres na liderança: caminhos para a equidade de gênero

Atualizado: 6 de out. de 2023

Historicamente, as mulheres são pioneiras em diversos campos, marcando sua presença e contribuindo significativamente para o progresso da sociedade. Por exemplo, Marie Curie foi a primeira mulher a ganhar um Prêmio Nobel e a única pessoa a ganhar o prêmio em duas áreas diferentes da ciência. Ada Lovelace é considerada a primeira programadora de computadores do mundo.


No ativismo, Rosa Parks e Indira Gandhi fizeram história, enquanto nas artes, nomes como Virginia Woolf e Frida Kahlo se destacam. No esporte, Billie Jean King e Serena Williams são exemplos de mulheres que quebraram barreiras.


No entanto, mesmo com todas as conquistas, elas ainda se deparam com barreiras que dificultam sua ascensão profissional: de preconceitos sutis e microagressões a um viés de gênero profundamente enraizado.

A desigualdade na representação feminina em cargos de liderança é uma realidade que não pode ser ignorada.


Essa perspectiva, muitas vezes imperceptível, molda as trajetórias profissionais, limitando o potencial e as oportunidades das mulheres. Estereótipos culturais, que frequentemente as retratam como menos aptas para posições de comando, são perpetuados em diversos ambientes, restringindo seu crescimento.


As mulheres são maioria quando se trata de conquistas acadêmicas, representando 60% dos diplomas de bacharel e superando os homens em programas de pós-graduação. Mas a excelência acadêmica nem sempre se reflete em avanços profissionais equivalentes².


Além disso, muitas enfrentam o desafio constante de equilibrar carreira, vida pessoal e responsabilidades familiares. A pressão pode ser esmagadora, especialmente para aquelas que aspiram posições mais altas.


Oportunidades em meio aos desafios


Em meio aos desafios do mundo profissional, também surgem oportunidades que têm o potencial de nivelar o campo de jogo e promover a equidade de gênero. Essas oportunidades são positivas não somente para as mulheres, mas também para as organizações e a sociedade como um todo.


Crescente conscientização e apoio à equidade de gênero

Nos últimos anos, temos testemunhado uma onda de conscientização sobre a importância da equidade de gênero. Movimentos sociais, campanhas e iniciativas globais colocam a questão da igualdade de gênero no centro das atenções.


Essa crescente percepção leva a um aumento na liderança feminina em várias partes do mundo, mas ainda existem desigualdades, preconceitos e discriminação que precisam ser abordados³. A conscientização é apenas o primeiro passo; ações concretas são necessárias para transformá-la em mudanças reais e duradouras.


Políticas e programas de diversidade e inclusão

As organizações estão reconhecendo cada vez mais a importância da Diversidade e Inclusão e a implementação de políticas e programas específicos se mostra uma estratégia eficaz para garantir oportunidades iguais no local de trabalho³.

Inclusive, no Relatório de Tendências de Gestão de Pessoas em 2023, 69% das pessoas respondentes afirmaram que, em suas empresas, as mulheres são o grupo mais trabalhado nas ações de D&I.

Essas políticas podem incluir treinamentos sobre vieses inconsciente, programas de mentoria e iniciativas de recrutamento direcionadas.


Mentoria e redes de apoio

A mentoria tem um papel fundamental no desenvolvimento profissional de pessoas de todos os grupos e objetivos de carreira. Para as mulheres, ter uma pessoa mentora ou fazer parte de uma rede de apoio pode ser a chave para superar desafios e avançar em suas carreiras.

Essas redes oferecem orientação, apoio e recursos que podem ser o incentivo que faltava para aquelas que aspiram posições de liderança.


Acesso à educação e desenvolvimento profissional

O acesso a uma educação de qualidade e oportunidades de desenvolvimento profissional é essencial para preparar as mulheres para cargos de liderança e enfrentar os desafios ainda existentes no mercado de trabalho.

Além disso, a educação contínua e a formação profissional podem ajudá-las a adquirir as habilidades e conhecimentos necessários para se destacarem em suas respectivas áreas.


Estratégias para uma liderança equitativa

A equidade de gênero na liderança não é apenas uma questão de justiça social, mas também uma necessidade para o crescimento e inovação das organizações.


Para alcançar a igualdade, é essencial adotar estratégias eficazes que abordem os desafios enfrentados pelas mulheres e promovam um ambiente de trabalho mais inclusivo. Conheça algumas a seguir.


Estabelecimento de metas e cotas de representação feminina

Uma das abordagens mais diretas para aumentar a representação feminina em cargos de liderança é estabelecer metas. Ao definir um objetivo claro e mensurável, as empresas podem monitorar seu progresso e fazer os ajustes necessários.


Ações afirmativas para recrutamento e seleção

As ações afirmativas são políticas que visam aumentar as oportunidades para grupos sub-representados, incluindo mulheres. No contexto do recrutamento e seleção, isso pode envolver a promoção de anúncios de emprego em plataformas voltadas para o público feminino, criação de vagas afirmativas, que priorizam a contratação de mulheres, e elaboração de descrição de vagas mais inclusivos.


De acordo com o Panorama das Mulheres no Mercado de Trabalho, realizado pela Se Candidate, Mulher!, 62,64% das mulheres não se candidatam para vagas de emprego por não terem 100% dos requisitos. Por isso, criar descrições mais inclusivas e verificar se os requisitos solicitados são realmente somente essenciais para a vaga ajuda a aumentar e incentivar a candidatura de mulheres.


Mudança de cultura organizacional e eliminação de vieses inconscientes

A cultura de uma organização desempenha um papel crucial na promoção da equidade de gênero. Uma cultura que valoriza a diversidade e a inclusão é mais propensa a atrair e aumentar as taxas de permanência de talentos femininos.


Além disso, é essencial abordar e eliminar vieses inconscientes que podem influenciar negativamente as decisões de contratação e promoção, e a experiência das mulheres na empresa.


Incentivo ao desenvolvimento de habilidades de liderança desde cedo

A preparação para a liderança começa bem antes de uma mulher entrar no mundo corporativo. Incentivar o desenvolvimento de habilidades de liderança desde cedo, seja na escola, na universidade ou em programas de treinamento, ajuda a preparar as mulheres para assumirem cargos de liderança no futuro.


Fomento de ambientes de trabalho flexíveis e inclusivos

A flexibilidade no local de trabalho é uma necessidade, especialmente para mulheres que equilibram responsabilidades profissionais e pessoais. Ambientes de trabalho flexíveis, com horários de trabalho adaptáveis, trabalho remoto ou licenças parentais estendidas, podem facilitar a entrada e permanência das mulheres no mercado de trabalho e em cargos de liderança.


4 benefícios de investir na equidade de gênero e ter mulheres na liderança


1. Mais inovação

Uma das maiores vantagens da equidade de gênero na liderança é a inovação. Organizações que promovem a diversidade de gênero em cargos de liderança tendem a ser mais inovadoras e adaptáveis às mudanças. A razão é simples: diferentes perspectivas trazem diferentes soluções.


Quando as mulheres estão em posições de tomada de decisão, elas trazem experiências, ideias e abordagens únicas que enriquecem o processo de inovação. Além disso, a diversidade de gênero na liderança tem sido associada a um crescimento sustentável e significativo na economia.


Em um mundo empresarial em constante evolução, a inovação é a chave para a sustentabilidade e o sucesso a longo prazo.


2. Impacto positivo na sociedade

A equidade de gênero não beneficia apenas as organizações; ela tem um impacto profundo na sociedade como um todo. Uma sociedade que valoriza e promove a igualdade de gênero é mais justa, igualitária e progressista.


Além disso, a equidade de gênero na liderança pode levar a políticas e decisões mais inclusivas que consideram as necessidades e aspirações de todas as pessoas.


3. Estímulo à diversidade de perspectivas e tomada de decisões mais robustas

A diversidade traz uma variedade de perspectivas, ideias e soluções para a mesa e, quando as organizações a promovem, elas se beneficiam de uma tomada de decisão mais diversificada e robusta.


Afinal, resoluções tomadas a partir de uma variedade de perspectivas tendem a ser mais abrangentes, consideradas e eficazes.


4. Inspiração e empoderamento de outras mulheres

Por último, a presença feminina em posições de liderança serve como uma fonte de inspiração para outras mulheres.

Quando as mulheres veem outras em posições de poder e influência, elas se sentem empoderadas para buscar seus próprios objetivos e aspirações.


A jornada rumo à equidade de gênero na liderança é uma missão coletiva que exige a participação ativa de todas as pessoas.


Encorajamos todas as pessoas a se envolverem, seja através da promoção de políticas de igualdade em seus locais de trabalho, apoiando iniciativas de diversidade ou simplesmente elevando as vozes das mulheres ao redor.



Referências:

100 visualizações0 comentário

Comentarios

Obtuvo 0 de 5 estrellas.
Aún no hay calificaciones

Agrega una calificación
bottom of page