top of page

Intraempreendedorismo: incentivo à inovação para impulsionar o engajamento


Pessoas ao redor de uma mesa com post-its e papéis trabalhando em uma ideia.
Intraempreendedorismo: incentivo à inovação para impulsionar o engajamento | Artigo Exclusivo Great People

O envolvimento direto dos colaboradores nos projetos da empresa, com ideias e sugestões, pode gerar soluções mais rápidas e resultados surpreendentes. A prática do intraempreendedorismo cria um ambiente mais saudável e aberto à inovação.


Além da valorização dos times internos e estímulo à contribuição, é uma iniciativa capaz de atrair os melhores talentos. O crescimento e evolução de um negócio depende da dedicação e comprometimento da força de trabalho, o que pode ser alcançado com essa estratégia.


O que é intraempreendedorismo?


Criado na década de 1970 e cada vez mais difundido na atualidade, é um processo que se baseia em práticas de incentivo à criatividade e inovação nas empresas. Seu objetivo é fazer o negócio prosperar com a participação efetiva dos talentos, por meio das ideias e sugestões.


A aplicação do intraempreendedorismo permite à organização encontrar ou criar oportunidades e soluções inovadoras com a ajuda dos colaboradores. Com maior autonomia e liberdade de trabalho, os times são envolvidos nos processos e atividades, convidados a colaborar com seus conhecimentos, habilidades e competências.


Para atender à demanda do mercado e entregar bens cada vez mais alinhados a essa necessidade, com a estratégia é possível diferenciar a empresa. Uma empresa que coloca sem capital humano em um lugar de prioridade consegue agregar valor ao produto ou serviço, aplicando as contribuições para aprimorar a qualidade das entregas.


Por que fomentar esse conceito no ambiente de trabalho?


O intraempreendedorismo beneficia a empresa de muitas maneiras, pois fortalece a cultura organizacional, aumentando sua competitividade. Veja alguns dos motivos para implementar essa prática:


Incentivo à criatividade e inovação

Uma conduta intraempreendedora leva os talentos a se comportarem dentro de uma cultura de inovação, ou seja, usando a criatividade para desenvolver melhor o trabalho. Quanto mais livres para criar e contribuir, mais pertencentes e engajados eles se sentirão, com um desejo genuíno de ver a empresa crescer e se destacar no mercado.


Promoção de melhorias dos processos

A melhoria contínua é fundamental para organizações que desejam se consolidar como marcas empregadoras e de referência. Em um cenário intraempreendedor, juntos, empresa e colaboradores se esforçam e estão sempre atentos à qualidade, evitando falhas, retrabalho e, consequentemente, desperdícios e eventuais prejuízos.


Satisfação dos stakeholders

As pessoas envolvidas com a empresa, direta ou indiretamente, esperam e desejam qualidade e eficiência para continuar investindo e apostando na marca. Assim, é importante pensar em soluções que englobam não só os investidores e clientes, como também fornecedores, órgãos públicos, parceiros, colaboradores e outras partes interessadas — um intraempreendedorismo promove uma brainstorming mais direcionado aos diversos públicos dentro do grupo de stakeholders.


Resposta às mudanças

Uma empresa culturalmente inovadora é mais preparada para se adaptar à velocidade das mudanças e lidar com cenários de incertezas. Em algum momento será necessário ajustar os processos e atividades para continuar atuante no mercado e o intraempreendedorismo possibilita, por meio das pessoas, que a organização seja capaz de se reinventar, caso seja necessário.


Atração e permanência de talentos

Os colaboradores que se sentem valorizados e visualizam o crescimento na carreira dificilmente deixarão a empresa para buscar oportunidades no mercado. Por outro lado, aqueles que estão à procura de uma marca que seja capaz de reconhecer o valor de seu capital humano farão de tudo para conquistar e preencher uma vaga.


Como desenvolver o intraempreendedorismo na organização?


O intraempreendedorismo está relacionado à inovação e valorização da capacidade criativa, por isso, não basta apenas implementar e se denominar uma empresa que incentiva a prática. É preciso fomentar uma cultura verdadeiramente inovadora e, para isso, envolver líderes e colaboradores.

Veja algumas ações para desenvolver o intraempreendedorismo na empresa!


Prática da escuta ativa

Ouvir atentamente o que cada colaborador tem a dizer e incentivar o pensamento coletivo são práticas importantes para fortalecer a ideia do intraempreendedorismo. Demonstrar real interesse fará com que os talentos tenham mais liberdade e até mesmo coragem de propor soluções e dar opinião quando o time estiver reunido.


Capacitação dos colaboradores

Do conceito às competências e habilidades necessárias a um comportamento intraempreendedor, capacitar os talentos é uma forma de aumentar o potencial de mudança e adaptação dos profissionais a esse novo cenário, o que pode ser feito por meio de treinamentos.


Desenvolvimento das lideranças

Líderes têm um papel essencial na transformação da empresa em uma marca que investe no intraempreendedorismo. A liderança tem grande responsabilidade em fazer com que cada colaborador entenda a necessidade de mudança e se sinta encorajado a dar sugestões, sem receio de ser repreendido.


Você pode gostar de ler também 👇


Um líder deve ser capaz de trabalhar a inovação e o intraempreendedorismo nas equipes, bem como identificar as pessoas com esse perfil. Logo, é preciso formar e preparar as lideranças para estabelecer uma relação de confiança com seu time, construindo um ambiente seguro e com foco no crescimento coletivo para que as colaborações surjam de forma natural e intuitiva.


Incentivo e recompensa pela geração de ideias

Ter um canal de comunicação oficial para informar sobre a aplicação do intraempreendedorismo – desenvolvimento de uma cultura inovadora, incentivo à colaboração, planos de recompensa – ajuda a disseminar o conceito e uniformizar o entendimento sobre as medidas que serão adotadas.


É importante que, para atrair, engajar e estimular a participação, a empresa saiba reconhecer e recompensar seus colaboradores de alguma maneira. A valorização pode vir por meio de feedbacks positivos, bonificações ou prêmios em um cenário de benefício coletivo, por exemplo.


O intraempreendedorismo, mais que um conceito, deve ser visto por todos como uma oportunidade real de melhoria da empresa para aumentar sua eficiência, competitividade e credibilidade no mercado sem, contudo, deixar de lado seu bem mais precioso que é o capital humano.


Gostou do post?

Então aproveite para conferir mais um artigo, dessa vez sobre os benefícios de construir uma cultura organizacional positiva!


Assine nossa newsletter exclusiva

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page